Como Usar o Proj4me em Agências de Marketing Digital

Como Usar o Proj4me em Agências de Marketing Digital

Recentemente, um leitor do blog deixou nos comentários uma dúvida sobre como usar o Proj4me em agências de marketing digital, desde a implementação até dicas dos melhores recursos.

Por isso, no post de hoje, anteciparemos um pouco do conteúdo que estamos produzindo para um novo e-book. Confira um pouco do que te espera:

Por que o Proj4me vai te ajudar?

O Proj4me reúne todos os setores da sua agência em um só lugar. Todos saberão quando um projeto deve ser entregue e sua equipe de criação saberá o que e quando fazer.

E para você, gestor, o Proj4me ajudará a manter a produtividade e rentabilidade do seu negócio. No dia a dia, será possível identificar as prioridades e o que deve ser entregue.

O grande vilão: fluxo de trabalho

Grandes empresas procuram por ferramentas de gestão de projetos para facilitar a gestão interna e gerenciamento do fluxo de trabalho. O que atrai essas empresas é a possibilidade de organização, algo muito melhor do que as planilhas do Excel oferecem.

O Proj4me oferece isso, mas com uma interface simples e muito fácil de usar. Bem mais intuitivo do que outras ferramentas que têm a mesma finalidade.

Com as agências de marketing digital não é diferente. O problema é que muitas delas continuam delegando tarefas boca a boca, o que atrapalha todo o processo e dificulta o acompanhamento e cumprimento dos prazos.

Além disso, não há sinalização do que é prioridade e do que está atrasado. Todos os projetos estão espalhados pelos computadores da equipe, o que também dificulta na obtenção de relatórios.

O Proj4me centraliza a comunicação das áreas das agências de marketing em um só lugar.

E como os fluxos de trabalho são organizados no Proj4me?

Você pode (e deve) fazer cinco procedimentos facilmente no Proj4me:

  1. Você mesmo pode delegar tarefas para sua equipe ou definir um “responsável” que pode também delegar atividades para outros membros do seu time;
  2. É possível alocar, em uma só tarefa, várias pessoas em um fluxo de trabalho, criando uma equipe contendo as pessoas envolvidas em uma determinada tarefa;
  3. Além do criador da tarefa e o responsável por executá-la, você pode adicionar “seguidores” a mesma, que podem acompanhar e colaborar nas atividades;
  4. Documentos podem ser anexados dentro das tarefas para registros e organização das atividades;
  5. Através do recurso de comentários, os membros envolvidos nas atividades podem se comunicar de forma prática e manter o fluxo de informações atualizado.