Metodologia DISC: a ferramenta que vai mudar sua gestão para melhor

Metodologia DISC: a ferramenta que vai mudar sua gestão para melhor

Os gestores e o departamento de RH de uma empresa contam atualmente com uma ferramenta muito eficaz para identificar os traços comportamentais predominantes em seus colaboradores ou possíveis futuros funcionários. Trata-se da metodologia DISC, estratégia que ajuda a traçar o perfil de um indivíduo e direcioná-lo de forma a obter um melhor aproveitamento profissional.

A metodologia DISC é fundamental porque mostra que qualquer pessoa pode se desenvolver profissionalmente, desde que seja direcionada a atuar em segmentos adequados ao seu perfil comportamental.

Essa é uma ferramenta muito importante que pode trazer resultados bastante significativos para uma empresa, uma vez que ajuda a engajar pessoas e permitir que elas estejam mais satisfeitas com seus empregos.

Se você não tem muito conhecimento sobre a metodologia DISC, esse é o momento de saber mais detalhes sobre essa estratégia e entender porque ela é fundamental para sua empresa.

O que é a metodologia DISC e como ela surgiu?

Uma das ferramentas mais importantes que podem ser utilizadas pelos gestores de uma companhia em favor dos seus colaboradores e da própria empresa, a metodologia DISC foi idealizada na década de 1920 pelo PhD em Psicologia pela Universidade de Harvard, William Marston.

A ideia era elaborar uma teoria que explicasse as reações emocionais dos indivíduos e em seu livro “As emoções das pessoas normais”, Marston apresenta e descreve quatro tipos comportamentais principais que deram origem à expressão DISC:

Dominance (Dominância):

Relativo ao controle. Os indivíduos que demonstram perfil dominante são motivados por desafios e almejam resultados, sendo que os profissionais com esse perfil são competitivos e gostam de assumir posições de comando.

Influence (Influência):

Tem relação com a capacidade de se relacionar com as pessoas e exercer certa influência sobre elas. Colaboradores assim costumam ser bastante populares e inspiram os demais funcionários de forma natural e com muita facilidade.

Steadiness (Estabilidade):

Refere-se aos indivíduos pacientes, constantes e que tem facilidade para lidar com a rotina. A análise desse fator ajuda a avaliar o ritmo de trabalho e a forma como cada profissional costuma lidar com mudanças.

Conscientiousness (Conformidade):

Remete a pessoas com alto índice de cautela e indica um profissional que não se sente confortável diante de riscos. O indivíduo que possui esse perfil costuma ser sistemático e perfeccionista, apegando-se sempre às regras pré-estabelecidas.

De fato, Marston foi o primeiro estudioso a discutir essa metodologia, no entanto, sua inspiração para dividir o comportamento do ser humano em quatro perfis veio de discussões de Hipócrates e Galeno, que em seus estudos de Medicina definiram as expressões colérico, sanguíneo, fleumático e melancólico.

É válido ressaltar que a metodologia DISC trata da personalidade predominante das pessoas, o que não significa que outros traços também façam parte do perfil de cada um. É possível inclusive que um colaborador tenha seu perfil composto por dois ou três tipos comportamentais, no entanto um deles sempre predominará.

Vantagens de aplicar a metodologia DISC nas empresas

Naturalmente, quando conseguimos perceber as principais tendências do comportamento de um indivíduo, temos muito mais facilidade para entendê-lo. Dessa forma, aplicar a metodologia DISC dentro de uma empresa, ajuda os gestores a fazer uma análise mais justa dos seus colaboradores, além de auxiliar na assertividade quanto a forma como cada trabalhador é direcionado a desempenhar suas funções.

O desenvolvimento de pessoas é muito mais facilitado através dessa ferramenta, uma vez que há perfis mais apropriados para determinadas funções e atividades.

Além disso, algumas pessoas tem mais facilidade para desenvolver certas características e habilidades e entender os traços comportamentais predominantes de cada um, ajuda na tomada de decisões no que diz respeito a contratações, realocações de cargos, promoções, distribuição de tarefas, entre outras medidas.

Vale destacar que a metodologia DISC, resumidamente, oferece a possibilidade de avaliar os colaboradores não apenas no que diz respeito às suas capacidades técnicas, mas principalmente suas reações comportamentais diante de fatos e circunstâncias dentro da rotina de trabalho.

Precisamos mencionar também que as pessoas que têm a oportunidade de se dedicar a atividades que combinam com seu perfil, tornam-se mais produtivas e se sentem mais motivadas a exercer sua função.

Para ter certeza disso, basta observar um colaborador que se identifica com a função que desempenha. Facilmente será possível perceber que essa pessoa trabalha mais feliz, rende mais e ainda é capaz de motivar outras pessoas, além de ser mais presente e dificilmente apresentar problemas de ausência no trabalho.

Por outro lado, um trabalhador que não combina com a sua atividade, além de ter baixa produção, estará sempre insatisfeito, algo que será um problema tanto para ele, quanto para a própria empresa.

Corrigindo as deficiências por meio da metodologia DISC

Visto que a metodologia DISC ajuda a identificar os pontos fracos e fortes dos colaboradores, sua aplicação torna possível obter uma análise quanto às deficiências de cada funcionário.

Isso é muito importante porque é dessa forma que os gestores poderão buscar alternativas que contribuam para a melhora no desempenho e no comportamento do trabalhador.

Da mesma forma, o colaborador terá a oportunidade de se autoconhecer e identificar em quais aspectos ele precisa melhorar ou se desenvolver.

Muitas vezes não é o trabalhador que não combina com determinada função, mas acontece que ele pode ainda não ter descoberto o seu potencial ou não ter se encontrado dentro da sua atuação profissional.

Nesse aspecto também a metodologia DISC contribui porque tanto o gestor como o trabalhador poderão trabalhar juntos para buscar uma solução que mude esse quadro.

Aplicações da metodologia DISC

Por meio do teste DISC é realizada uma avaliação completa do perfil comportamental das pessoas e isso pode ser feito em diferentes situações dentro de uma empresa.

Por meio desse método é possível ter uma excelente percepção sobre as forças e as fraquezas de um indivíduo nos seguintes processo:

Recrutamento e seleção de novos colaboradores

A metodologia DISC é mais comumente utilizada nos processos seletivos para contratação de novos funcionários.
Sua aplicação nesse caso, permite a elaboração de um mapeamento do perfil comportamental dos candidatos individualmente, facilitando a escolha do candidato que mais atende ao perfil da vaga.

Outra vantagem importante é que o teste DISC agiliza o processo de seleção e contratação, uma vez que pode ser realizado online. Sendo assim, somente os candidatos que atenderem ao perfil comportamental da vaga passam para a próxima fase do processo.

Para a seleção de novos colaboradores a metodologia DISC é extremamente eficiente, isso porque as chances de contratar profissionais que irão de cara apresentar um melhor desempenho são maiores, dispensando a necessidade de grandes adequações posteriores. Além disso, o risco de contratar alguém que não corresponderá ao trabalho será bem menor.

Desenvolvimento pessoal

Como já mencionamos aqui, essa ferramenta se associa aos aspectos positivos de um profissional, mas também trabalha seus pontos fracos e, dessa forma, permite que o trabalhador faça uma autoavaliação e consiga ser capaz de identificar quais características suas podem ser melhoradas.

É importante considerar que essas melhorias são possíveis tanto nos aspectos profissionais como nos pessoais. Ou seja, essa autoanálise pode mudar a vida do indivíduo de uma forma completa e única.

Apesar de todas essas vantagens, é preciso tomar cuidado para que as mudanças aconteçam de uma forma natural, sem imposições e pressões sobre a pessoa, caso contrário, o efeito pode ser negativo e absolutamente desconfortável.

Liderança do gestor

A aplicação da metodologia DISC tem sido o que se chama de “mão na roda” para os líderes das empresas.

A gestão de pessoas se torna mais fácil quando há uma compreensão de cada perfil e a melhor forma como lhe dar com cada pessoa.

Com um mapeamento completo do perfil comportamental do colaborador, os líderes e demais chefes podem enxergar as forças e fraquezas de cada funcionário e dessa forma, conduzir as cobranças de uma maneira assertiva, além de incentivar o trabalhador para que seu desempenho esteja sempre em constante melhora.

As análises permitem ainda que o gestor realize todas as adequações necessárias sobre as funções dos trabalhadores de acordo com suas características e todo seu perfil comportamental predominante.

A indicação para novos cargos e funções também são medidas que são facilitadas se houver um bom mapeamento dos colaboradores, baseado na metodologia DISC. Certamente, a tarefa de perceber qual pessoa combina com determinado cargo ou atividade se torna mais simples dessa maneira.

Aperfeiçoamento do processos de treinamento

Como cada perfil de comportamento predominante aprende de maneiras diferentes, a aplicação da metodologia nos treinamentos disponibilizados aos trabalhadores pode oferecer ótimos resultados.

Esses treinamentos podem ser adequados para cada perfil, aumentando a capacidade de aprendizagem e melhorando a forma como o conteúdo é absorvido, além de permitir que os colaboradores fiquem mais confortáveis durante esse processo.

Como você acabou de acompanhar, a metodologia DISC é uma ferramenta que garante resultados positivos tanto para a empresa quanto para os seus trabalhadores. Sendo aplicada de uma forma coerente, essa metodologia pode mudar a trajetória profissional de uma pessoa assim como os rumos de uma empresa.

Gostou do artigo? Então navegue pelo nosso blog para mais textos como esse que irão orientar você na gestão da sua empresa.